O CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA E O MORRO DO CASTELO

manutenção da paisagem e da memória urbana

Autores

  • Alexia de Santana Rosa Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Palavras-chave:

Centenário da Independência, Morro do Castelo, memória nacional

Resumo

Este artigo se propõe a analisar como as classes dominantes da cidade do Rio de Janeiro, diante do Centenário da Independência do ano de 1922, empreenderam reformas urbanas, sendo a derrubada do Morro do Castelo a maior delas, com o objetivo de apagar da imagem da memória urbana, pensada no período, as classes subalternas e seus espaços de sociabilidade, considerados um atraso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-12-15

Como Citar

DE SANTANA ROSA, A. O CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA E O MORRO DO CASTELO: manutenção da paisagem e da memória urbana. Revista Historiar, [S. l.], v. 14, n. 27, p. 152–164, 2022. Disponível em: //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/440. Acesso em: 23 jun. 2024.