Olhar, ouvir e desvelar: fragmentos da cidade no Álbum do Centenário de Sobral – 1941

Autores

  • Luciana de Moura Ferreira Mestre em História pela Universidade Estadual do Ceará – UECE/ Prof. Colaboradora do Curso de História da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA

Resumo

Este artigo visa discutir as comemorações do Centenário de Sobral – CE, a partir de duas imagens representadas no “Álbum Comemorativo do Primeiro Centenário da Cidade de Sobral”, no ano de 1941, buscando compreender como os habitantes da cidade apreendiam as representações da cidade, que eram produzidas e veiculadas por seus ordenadores. Nesse sentido, optamos pela utilização das fotografias como fonte desencadeadora das memórias. A escolha de apenas duas das imagens veiculadas n oálbum, nos permitiu compreender a multiplicidade de sentidos que a cidade assumiu na memória social de seus habitantes. Portanto, buscamos compreender como dentro das narrativas sobre a trajetória de suas vidas esses espaços, fixados pelas lentes dos fotógrafos, são referenciados nas narrativas de nossos depoentes, ressaltando que os mesmos não fazem parte de uma classe única, mas sim de lugares distintos dentro da sociedade do período.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

FERREIRA, L. de M. Olhar, ouvir e desvelar: fragmentos da cidade no Álbum do Centenário de Sobral – 1941. Revista Historiar, [S. l.], v. 3, n. 5, 2013. Disponível em: //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/57. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Tema Livre