Revista Historiar //historiar.uvanet.br/index.php/1 <p>A Diretoria do&nbsp;<strong>Centro de Ciências Humanas da Universidade</strong><strong> Estadual Vale do Acaraú-UVA. Sobral-CE</strong>, em parceria com o<strong> Curso de História</strong>, dispõem para a comunidade acadêmica a&nbsp;<strong>Revista Historiar</strong>, cujo objetivo é criar oportunidades para a divulgação das pesquisas do corpo docente das áreas de humanidades da UVA e de outras IES de ensino e pesquisa. Face à sua concepção inicial, a Revista Historiar estará voltada para a divulgação (on-line) dos resultados das pesquisas desenvolvidas por profissionais da&nbsp;História, dentro de suas atividades acadêmico-científicas.</p> pt-BR Revista Historiar 2176-3267 <p>No caso de inserção de imagens, a responsabilidade pelos trâmites relativos aos direitos de reprodução será exclusivamente dos autores.<br><em>Declaro ser autor (a), ou licenciado(a), ou cessionário (a) ou possuo autorização prévia e expressa dos autor(a) expressa, seja por instrumento oneroso ou gratuito, com finalidade de utilização e reprodução das imagens constantes em minha obra que será publicada na&nbsp; Revista Historiar, ISSN 2176-3267, no âmbito do Portal de Periódicos da UVA.</em><br>No caso de não existência de permissão prévia de utilização de obras de terceiros ou hipótese de limitação dos Direitos Autorais - Art. 46 da Lei brasileira de Direitos Autorais - o declarante, ciente do teor dos artigos 24 e 29 do referido diploma normativo, assume toda a responsabilidade por eventual violação de Direitos Autorais.</p> História e gênero //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/430 Gleidiane de Sousa Ferreira Copyright (c) 2021 Gleidiane de Sousa Ferreira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-05-03 2022-05-03 13 25 3 10 Mulheres que solicitam terras na Capitania do Siará Gandre //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/413 <p>O artigo tem por objetivo identificar as mulheres que solicitaram terras na capitania do Siará Grande entre 1679 e 1824, a partir da análise das Cartas de Sesmarias, documentos que possibilitam visibilizar a mulher no período colonial para além do estereótipo de reclusa e prescrutar as estratégias utilizadas para se tornarem senhoras de terras.</p> Leiliane Kecia Magalhães Copyright (c) 2021 Leiliane Kecia Magalhães https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-07 2022-04-07 13 25 11 23 A conquista da liberdade //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/407 <p>Procurou-se a partir dos embates jurídicos perceber as experiências sociais do sistema escravista, vivenciado por senhores e escravas, relacionando essas experiências aos projetos de encaminhamento de uma sociedade livre. Perceber nas Ações de Liberdade à dinâmica, os confrontos, as relações de luta e resistência, solidariedades vividas e experimentadas por essas mulheres cativas.</p> Carlos Rafael Caxile Copyright (c) 2021 Carlos Rafael Caxile https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-17 2022-04-17 13 25 24 35 Os usos e sentidos do trabalho nos autos de defloramento, estupro e rapto em Bragança/PA (1918-1944) //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/404 <p>Este artigo tem como objetivo analisar os usos e os significados do trabalho nos processos de defloramento. As atribuições do trabalho foram investigadas a partir das representações sociais presentes nos discursos dos personagens envolvidos em processos criminais de defloramento, estupro e rapto na Comarca de Bragança entre os anos de 1916 e 1944.</p> Alessandra Patricia De Oliveira Dias Campos Copyright (c) 2021 Alessandra Patricia de Oliveira Dias Campos https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-05 2022-04-05 13 25 36 53 Masculinidades populares, virilidade e relações de poder no sertão baiano (Feira de Santana e além, 1960) //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/372 <p>Este texto busca apresentar alguns achados de pesquisas que venho realizando a respeito do que tenho chamado de masculinidades populares em contextos interioranos e sertanejos da Bahia nas últimas décadas do século XX. Deste modo, aqui, pretendo discutir, sob o ponto de vista da história das masculinidades, os significados que masculinidade e virilidade assumem no âmbito das relações de poder.</p> Alessandro Bastos Copyright (c) 2021 Alessandro Bastos https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-02 2022-04-02 13 25 54 71 Relações de gênero no trabalho cerâmico //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/418 <p>O presente artigo propõe uma análise das relações de gênero no trabalho cerâmico do bairro Poti Velho, em Teresina, Piauí. Procuramos entender como expectativas sociais de gênero se manifestaram na atuação de quatro mulheres trabalhadoras ceramistas da Cooperativa de Artesanato do bairro Poti Velho (COOPERART-Poty); que conflitos surgiram ao assumirem a identidade de trabalhadoras ceramistas e como lidaram com tais questões. Percebemos que elas sofreram críticas, cobranças e conflitos enquanto trabalhadoras, no âmbito familiar e laboral, baseadas em construções sociais sobre uma divisão sexual do trabalho.</p> Amanda Lima da Silva Copyright (c) 2021 Amanda Lima da Silva https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-17 2022-04-17 13 25 72 89 Micropolíticas de gênero //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/410 <p align="justify"><span style="font-size: medium;">Aqui, destaco Thelma Lipp. Em meados dos anos oitenta, referida como “a resposta paulista a Roberta Close”, Thelma contribuiu, a seu modo, para desestabilizar a cisgeneridade como norma. Agenciando a noção de transexual, produziu sua individuação, participando de certa economia discursiva que, na forma de um controle-estimulação, naturaliza a produção de corporeidades.</span></p> Marcio Nicolau Copyright (c) 2021 Marcio Nicolau https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-02 2022-04-02 13 25 90 106 União Universitária Feminina //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/405 <p>O presente trabalho apresenta um estudo sobre a primeira década de atuação (1929-1939) da União Universitária Feminina (UUF) no intuito de analisar como a questão de gênero foi mobilizada por mulheres no meio acadêmico brasileiro. A fim de localizar a discussão, faremos uma breve contextualização acerca do cenário do ensino superior no Brasil e das primeiras lutas em defesa da instrução feminina.</p> Ilda Renata Andreata Sesquim Copyright (c) 2021 Ilda Renata Andreata Sesquim https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-17 2022-04-17 13 25 107 125 Ação lésbico-feminista na década de 1980 //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/364 <p>Ainda que na luta feminista brasileira da década de 1970 e 1980 temas críticos a emancipação das mulheres tenham sido discutidos predominantemente no âmbito privado, jornais alternativos como o ChanaComChana conseguiram oferecer um certo protagonismo a esses debates marginais. Evidenciando temas como o direito da mulher ao prazer e o fim da repressão às lésbicas, este artigo explora as formas pelas quais o periódico articulou a luta feminista às questões referentes a homossexualidade na década de 1980.</p> Ualisson Pereira Freitas Gustavo de Souza Rubbi Copyright (c) 2021 Ualisson Pereira Freitas, Gustavo de Souza Rubbi https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-17 2022-04-17 13 25 126 139 Boletim Chanacomchana //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/412 <p>O artigo objetiva apresentar um breve debate sobre o início da formação do movimento lesbiano brasileiro, tendo como fonte principal, o periódico <em>ChanacomChana</em> (1981-1987), que foi produzido pelo Grupo Ação Lésbica Feminista (GALF 1981-1988), da cidade de São Paulo.</p> Jaíne Chianca da Silva Michelly Pereira de Sousa Cordão Copyright (c) 2021 Jaíne Chianca da Silva, Michelly Pereira de Sousa Cordão https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-07 2022-04-07 13 25 140 155 A resistência também tem rosto de mulher //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/402 <p>Este artigo pretende indicar diferentes tipos de atuação e resistência feminina durante a ditadura. A intenção é mostrar que a presença feminina foi fundamental em tal contexto, e que quando o tema é resistência à ditadura, elas foram de vital importância nas movimentações de oposição ao regime. Tendo isso em vista, o objetivo é resgatar tal memória frente às lutas de memória deste tempo.</p> Caroline Rios Costa Copyright (c) 2021 Caroline Rios Costa https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-02 2022-04-02 13 25 156 173 Os feminismos e a ditadura militar //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/415 <p><span style="font-weight: 400;">A pesquisa buscou compreender os feminismos, das décadas de 1970 e 1980, no que tange à formação, mas também, ao controle e à vigilância do estado, durante a ditadura militar brasileira.</span></p> Sarah Silva Copyright (c) 2021 Sarah Silva https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-05-03 2022-05-03 13 25 174 189 “Como se fosse da família” //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/419 <p>Centenas de milhares de mãos femininas são a base de reprodução do trabalhador para o capitalismo mediante a realização de uma atividade: o trabalho doméstico. Dentro desse contexto, a presente pesquisa se propõe a explorar o retrato histórico do trabalho doméstico no Brasil e compreender a experiência de luta do movimento na Assembleia Nacional Constituinte (ANC) a partir da análise das articulações e discursos produzidos pelos atores sociais considerando a influência política que atravessava o contexto nacional e internacional. Essa investigação se justifica por perpassar pontos centrais como a colonialidade do poder, relações raciais e de gênero, questões que desenham a democracia e as tensões do tecido social.</p> Bárbara Galli de Oliveira Copyright (c) 2021 Bárbara Galli de Oliveira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-05-03 2022-05-03 13 25 190 205 Organizações e advocacy de causas feministas no Brasil //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/398 <p>Neste artigo analisou-se as organizações da sociedade civil que atuaram através de advocacy na trajetória do movimento feminista. Construiu-se, a partir do Mapa das Organizações da Sociedade Civil (OSCs), uma amostra das organizações que promovem causas feministas no Brasil. Conclui-se que, atualmente, o <em>advocacy</em> passou a compor o repertório de mobilização do ativismo feminista juntamente com outras práticas de incidência política</p> Lorena Monteiro Juliana Barbosa Valões Carlos Vitor Pereira da Silva Flávio Kummer Hora Filho Copyright (c) 2021 Lorena Monteiro, Juliana Barbosa Valões, Carlos Vitor Pereira da Silva, Flávio Kummer Hora Filho https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-03 2022-04-03 13 25 206 226 A História do IMNEGRA de Corumbá/Ms e a mulher Ednir de Paulo //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/403 <p>O objetivo do estudo foi analisar a história do Instituto da Mulher Negra do Pantanal (IMNEGRA) em Corumbá-MS. A metodologia de pesquisa foi a história de negócios, cuja coleta de dados foi obtida por meio de entrevista em profundidade e análise documental. A organização surgiu em meio a enfrentamentos de ataques racistas na década de 1990 e promove ações voltadas às mulheres negras.</p> Luciene dos Santos de Oliveira Caroline Gonçalves Claudia Araújo de Lima Fernando Thiago Luciana Ribeiro Dutra Couto Letícia dos Santos de Oliveira Copyright (c) 2021 Luciene dos Santos de Oliveira, Caroline Gonçalves, Claudia Araújo de Lima, Fernando Thiago, Luciana Ribeiro Dutra Couto, Letícia dos Santos de Oliveira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-08 2022-04-08 13 25 227 250 Instrumentalização transnacional de teorias de conspiração sobre o HIV/AIDS //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/396 <p>O presente artigo pretende desconstruir o mito de isolamento atrás da Cortina de Ferro, evidenciando como a antiga República Democrática Alemã instrumentalizou transnacionalmente, em um contexto de disputa da Guerra Fria, as teorias de conspiração sobre o HIV/AIDS surgidas no interior do movimento <em>gay</em> nos EUA.</p> Henrique Cintra Santos Copyright (c) 2021 Henrique Cintra Santos https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-17 2022-04-17 13 25 251 268 A intersecção entre raça e feminismo negro na obra Americanah de Chimamanda Adichie //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/377 <p>Esta pesquisa teve como objetivo investigar e fazer uma análise na escrita de Chimamanda Adichie no livro <em>Americanah</em>, com as ideias sobre raça e feminismo negro sob à luz das teorias de Angela Davis e Bell Hooks.</p> Fabiana de Souza Santos Xavier José Luiz Xavier Filho Copyright (c) 2021 Fabiana de Souza Santos Xavier, José Luiz Xavier Filho https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-14 2022-04-14 13 25 269 285 Casa de Jangadeiro //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/421 <p>Este artigo busca compreender como o pintor Raimundo Cela representou as mulheres no quadro <em>Casa de jangadeiro, </em>bem como, quais os lugares sociais que elas ocupam nesta representação. A partir de nossas análises entendemos que as mulheres pintadas pelo artista compõem uma paisagem social na qual ocupam os lugares de dona de casa, esposa e mãe.</p> Raquel Lopes da Silva Berenice Abreu de Castro Neves Copyright (c) 2021 Raquel Lopes da Silva, Berenice Abreu de Castro Neves https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-08 2022-04-08 13 25 286 299 Imagens Femininas Conservadoras em um Filme Arturiano //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/401 <p>O texto apresenta as conclusões iniciais de nossa dissertação em andamento, intitulada “Uma História Arturiana na Era dos Estúdios: Representações de Gênero no Filme Os Cavaleiros da Távola Redonda”. Assim, demonstramos como essa fonte fílmica dialoga com preceitos conservadores a respeito da sexualidade e gênero presentes em sua época.</p> Ramiro Paim Trindade Junior Copyright (c) 2021 Ramiro Paim Trindade Junior https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-02 2022-04-02 13 25 300 312 Do lar ao labor //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/416 <p>O presente artigo tem como objetivo analisar os discursos divulgados na sociedade teresinense na década de 1950 visando reafirmar os papéis sociais da mulher de esposa, mãe e dona de casa. Tendo em vista a crescente participação feminina no mercado de trabalho nesse período. Utilizamos como recurso metodológico os jornais que circulavam em Teresina, além da pesquisa bibliográfica.</p> Carla Daniela Alves Rodrigues Copyright (c) 2021 Carla Daniela Alves Rodrigues https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-02 2022-04-02 13 25 313 328 A origem do patriarcado //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/375 Ana Maria Lucia do Nascimento Copyright (c) 2021 Ana Maria Lucia do Nascimento https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-09-24 2021-09-24 13 25 329 334 Diálogos feministas sobre fake news e discursos de ódio //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/368 <p>Resenha do livro&nbsp;</p> <p>D’ÁVILA, Manuela. <strong>E se fosse você? Sobrevivendo às redes de ódio e fake news.</strong> Porto Alegre/RS: Instituto E se Fosse Você, 2020.</p> Maria Cecilia Takayama Koerich Copyright (c) 2021 Maria Cecilia Takayama Koerich https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-10-28 2021-10-28 13 25 335 342 Pessoas suicidas //historiar.uvanet.br/index.php/1/article/view/399 Emili Sabrina Ribeiro Silva Copyright (c) 2021 Emili Sabrina Ribeiro Silva https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2022-04-02 2022-04-02 13 25 343 348